Páginas

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Acidente ou leseira ao extremo? Façam suas apostas

"Alô galera bate a mão e bate o pé, tantan e bate o pé, tantan e bate o pé..."

                               Retirada de: Tatianamelo07


        Tudo bom com vocês? Hoje, mais uma vez o assunto é sobre minhas estranhices (já que vocês me acham louca mesmo, rsrs). Bom, provavelmente vocês já ouviram falar ou conheceram alguém que torceu o tornozelo. Algumas pessoas dos jeitos comuns, mas outras do jeito mais incomum possível, e é este o meu grupo.



        Então, estava eu em uma linda manhã indo para escola, muito preocupada com as duas provas de física que tinha pela tarde.. Passei a metade da manhã lendo algumas coisas sobre a prova, até que chegou o intervalo (bendito intervalo), eu comi, conversei e brinquei (acreditem, ou não, ainda tenho essa fase que provavelmente nunca acabará, rsrs). E, assim voltei para a sala de aula.


        Eu tive a grande ideia de subir em uma cadeira (aquelas normais de escola), então subi e de cima olhei para o rosto do meu amigo e resolvi pular, pela euforia do momento de término de intervalo. Para que? Quando pisei no chão, com o impacto do pulo, senti o meu pé dobrar. Nos primeiros segundos achei que era impressão, caída ali, com as pessoas rindo pela minha queda (inclusive eu rsrs). Mas, então a dor veio e comecei a chorar (detalhe para a minha boca que estava cheia de biscoito recheado haha), as pessoas da sala não tinham notado o meu choro, pensando que eu estava rindo continuaram a rir comigo.


        Mas, quando perceberam vieram me acudir (haha), claro que eu fiz um escândalo chorando (com meu choro lindo, né? puff), veio toda a coordenação e então me levaram para a sala dos professores (obrigada Marlon <3, beijos luz ). Chegando lá, tirei o meu tênis e quando vi aquela bola no meu pé, comecei a chorar mais ainda (em parte por pensar que era grave, em outro por ver a feiura do meu pé. Eu sei que sou louca, rsrs). Assim, fui para o hospital e engessaram o meu pé.


        O outro dia, meus queridos, o outro dia... Já com as muletas, comecei a testar minha resistência (que por sinal é nenhuma, rsrs). Meu amores, vocês não sabem o quão é ruim se acostumar com aquele jeito de andar, com todo mundo olhando, com você suando por estar cansada(já que andar desse jeito é muito cansativo), enfim, uma semana de teste físico.


        Resumindo, perdi as provas e tive que virar motivo de: "Meu Deus, como uma pessoa torce o pé pulando de uma cadeira? Em pleno terceiro ano... só podia ser tu.." (Eu não dizia nada, porque sabia que só eu faria isso mesmo haha). Mas, como estou acostumada a ser apontada como lesa, nem liguei ihii.


        Meus sincero conselho: Nunca pulem de uma cadeira, mesmo que por qualquer devaneio ou leseira da suas mentes, rsrs. (Um beijo especial para Israel (ciumento <3) e Áyra (gata da balada).


        Obrigada por estarem lendo o blog, estou muito feliz com isso. Enormes beijosssssss  <3 <3
  


                                Por: Letícia Cardoso